Higidez labor-ambiental na era da 4ª revolução industrial: um olhar para a ecologia social do trabalho

Labor-environmental hygiene in the era of the 4th industrial revolution: a look at the social ecology of work

Authors

  • Jaíse Marien Fraxe Tav
  • Mary Anne Pedro Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.54018/sssrv3n2-015

Keywords:

ecologia social, meio ambiente de trabalho, 4ª revolução industrial

Abstract

O presente artigo pretende, através da análise das novas morfologias do trabalho a partir da 4ª Revolução Industrial, incitar a discussão teórica quanto às condições labor-ambientais dos trabalhadores que operam nesse contexto. O direito ao meio ambiente equilibrado tem previsão no art. 225 da Constituição Federal e, no mesmo conceito, a partir de uma gestalt ambiental, podemos incluir também neste viés protetivo o meio ambiente laboral. Sendo assim, a ecologia social do trabalho apresenta-se como um meio de se enxergar as relações laborais de forma englobada ao ambiente – em suas mais variadas facetas – em que o trabalhador exerce suas atividades. O recorte parte dos motoristas de empresas-aplicativo e a abordagem se dá através de uma análise teórico-descritiva e de metodologia hipotético-dedutiva, com análise bibliográfica de estudos empíricos já realizados sobre o tema.

Additional Files

Published

2022-05-24

How to Cite

Tav, J. M. F. ., & Ferreira, M. A. P. . (2022). Higidez labor-ambiental na era da 4ª revolução industrial: um olhar para a ecologia social do trabalho: Labor-environmental hygiene in the era of the 4th industrial revolution: a look at the social ecology of work. STUDIES IN SOCIAL SCIENCES REVIEW, 3(2), 643–656. https://doi.org/10.54018/sssrv3n2-015