Um olhar sobre a reinserção familiar no paefi em um creas

A look at family reinsertion in the paefi in a creas

Authors

  • Luciana Lindinger
  • Eliana Rodrigues Tiago
  • Damaris Teixeira Paz
  • Clara Alcione Martins
  • Beatriz de Barros Souza

Keywords:

acompanhamento familiar, creas, família, reinserção, violência., / family monitoring, creas, family, reinsertion, violence.

Abstract

A pesquisa com abordagem quali-quantitativa propõe investigar fatores relativos à reinserção de famílias no Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI), em um Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), no Estado do Espírito Santo, com informações geradas pelo Relatório de Atendimento Descritivo (RAD) durante o período de 2011 a 2020. A amostra incluiu 1.651 famílias atendidas pelo PAEFI neste período, entre as quais, 176 reincidiram uma vez, 34 duas e 7 três vezes. Os resultados apontam interdependência entre motivos de desligamento, tempo de atendimento e quantidade de procedimentos, assim como, tipos de violências e faixa etária, o que indica um padrão no perfil dos atendimentos do PAEFI. Pode-se refletir sobre a relevância dos procedimentos realizados pela equipe multidisciplinar, com foco nos psicólogos, e o tempo de acompanhamento para a superação da violação de direitos e sua correlação com os demais motivos de desligamento. Reiteramos a necessária presença de profissionais da psicologia na equipe multidisciplinar por seu trabalho configurar-se em função da realidade concreta da população atendida. Os dados levantados no RAD e analisados neste trabalho expõe parte dos problemas que envolvem a inserção e reinserção das famílias no serviço descrito. Defendemos que dados sistematizados da prática são importante recurso de avaliação e definição de ações em políticas públicas. Compreendemos que a redução de investimento público para capacitação continuada e para execução dos serviços, além da terceirização do serviço público, gera descontinuidade e precariedade na prestação do serviço à população em situação de maior vulnerabilidade social.

 

The research with a quali-quantitative approach proposes to investigate factors related to the reinsertion of families in the Specialized Protection and Care Service for Families and Individuals (PAEFI), in a Specialized Reference Center for Social Assistance (CREAS), in the State of Espírito Santo, with information generated by the Descriptive Attendance Report (RAD) during the period from 2011 to 2020. The sample included 1,651 families assisted by PAEFI in this period, among which, 176 reoffended once, 34 twice, and 7 three times. The results show interdependence between the reasons for disconnection, time of service and number of procedures, as well as types of violence and age group, which indicates a pattern in the profile of PAEFI services. One can reflect on the relevance of the procedures carried out by the multidisciplinary team, with a focus on psychologists, and the follow-up time to overcome the violation of rights and its correlation with the other reasons for disconnection. We reiterate the need for the presence of psychology professionals in the multidisciplinary team because their work is configured according to the concrete reality of the population assisted. The data collected in the RAD and analyzed in this paper expose part of the problems that involve the insertion and reinsertion of families in the service described. We argue that systematized data on the practice is an important resource for the evaluation and definition of actions in public policies. We understand that the reduction of public investment for continued training and for the execution of services, in addition to the outsourcing of public service, generates discontinuity and precariousness in the provision of services to the population in situations of greater social vulnerability.

 

Published

2021-12-06