Estudo in vitro da influência da vibração ultrassônica em osteoblastos humanos

In vitro study of the influence of ultrasonic vibration on human osteoblasts

Authors

  • José Ricardo Mariano
  • Delano Torres Beckemkamp
  • Hugo Eduardo de Miranda Peixoto
  • João Paulo Lyra e Silva
  • Aliin Lima Nahum
  • Valmon Francisco de Matos Junior
  • José Luiz Magnabosco
  • Bruno Coelho Teixeira

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv3n2-031

Keywords:

ultrassom, acceledent, osteogênese, inflamação

Abstract

A proposta deste trabalho foi avaliar, in vitro, a influência da força de vibração sônica no processo inflamatório em cultura de células osteoblásticas humanas. Foi empregado o dispositivo AcceleDent®, que utliza a aplicação de forças pulsantes para acelerar a movimentação dentária e a remodelação óssea a uma frequência ligeiramente inferior, de 1 a 2 Hz. Células pré-osteoblásticas (MC3T3-E1, ATCC, EUA) foram plaqueadas em uma densidade inicial de 110células/mm2 e após 24h de cultivo, o meio de cultura foi trocado para aplicação diária da força sônica, utilizando-se o aparelho AcceleDent®, durante 20 minutos, conforme recomendação do fabricante. Após 3, 7 e 10 dias de experimento, as células foram avaliadas quanto à proliferação e viabilidade celulares, utilizando-se os  método de exclusão vital por azul de Trypan e MTT, respectivamente. Em seguida, a expressão de IL-1 e IL-17 pelas células osteoblásticas, após submetidas às forças sônicas, foi analisada pelo imunoensaio enzimático de Elisa. Como controle, um grupo de células osteoblásticas não foi submetido a qualquer tratamento. Os dados quantitativos foram submetidos à análise estatística (ANOVA two-way, pós-teste Tukey, p<0,05). Os resultados mostraram não haver diferença na proliferação celular quando da aplicação da força sônica quando comparado ao controle, em nenhum tempo experimental, sendo somente evidenciado aumento da viabilidade celular após 10 dias do experimento. A expressão das citocinas pró-inflamatórias lL-1 e IL-17 foram significativamente superiores em relação ao grupo controle, especificamente no tempo 3 dias para a IL-1 e, no tempo 7 dias para a IL-17. Sugere-se um potencial papel para Acceledent® em acelerar remodelação óssea, evidenciado no presente estudo pelo aumento da expressão de citocinas que estimulam reabsorção óssea.

Published

2022-05-12