Conhecimento de profissionais da saúde, estudantes universitários e da população sobre hanseníase

Knowledge about leprosy among health professionals, university students and the population

Authors

  • Eduarda Zancanaro Petroli
  • Annelise Piola Casarin
  • Junir Antonio Lutinski
  • Vanessa Gheno

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv3n1-039

Keywords:

doenças negligenciadas, epidemiologia, vigilância em saúde

Abstract

Este estudo teve por objetivo analisar o conhecimento da população leiga e entre estudantes e trabalhadores da área da saúde sobre hanseníase. Utilizou-se um questionário semiestruturado o qual foi aplicado aos participantes do estudo. O estudo derivou de uma atividade de ensino, no entanto se ateve às questões éticas,  em que todos os cuidados da pesquisa foram observados, sendo a participação de forma voluntária não expondo em nenhum momento a identidade dos participantes. Ao todo, o estudo contou com 57 participantes, a maior parcela foi representada pelo sexo feminino (80%) e de idade entre 18 a 25 anos (73,68%). Um total de 47,36% já ouviram falar da hanseníase mas afirmaram que não possuem conhecimento sobre a mesma, 43,85% afirmaram conhecer a forma de contágio (via respiratória e contato prolongado) e 59,64% afirmaram saber os sinais e sintomas. Apesar da maioria das respostas serem afirmativas quanto ao conhecimento sobre a hanseníase, percebe-se que a maioria dos entrevistados desconhece, de fato, seus sinais e sintomas. Faz-se necessário o trabalho integrado dos serviços de saúde e dos segmentos da sociedade na difusão do conhecimento à população visando melhorar a prevenção, o diagnóstico e o tratamento oportuno da doença.

Published

2022-03-15