Relação entre a percepção de esforço com a frequência cardíaca e a velocidade de nado em nadadores amadores

Relationship between perceived exertion with heart rate and swimming speed in amateur swimmers

Authors

  • Carlos Leandro Tiggemann
  • Maira Cristina Wolf Schoenell
  • Nadine Sulzbach

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv3n1-035

Keywords:

natação, exercício físico, frequência cardíaca

Abstract

O exercício físico traz inúmeros benefícios aos praticantes, sendo fundamental o controle de algumas variáveis, como a intensidade e o volume das sessões de treinamento. A natação tem como variáveis de controle de intensidade, principalmente a Frequência Cardíaca (FC), a Velocidade Crítica (VC) e a Percepção de Esforço (PE), sendo que poucos estudos investigaram a utilização da PE em nadadores amadores. O objetivo deste estudo foi analisar a relação entre a PE com a FC e com a Velocidade de Nado (VN) em nadadores amadores. Foram selecionados 20 sujeitos de ambos os sexos, com faixa etária entre 18 e 59 anos, nadadores não-atletas. Nas sessões experimentais, os sujeitos nadaram o estilo Crawl em 4 distâncias de 100 metros, nas intensidades dos índices de 11,13,15 e 17 da Escala de Percepção de Esforço de Borg, além da aferição da FC e do tempo de duração após a chegada. As correlações foram estabelecidas por meio do teste de Correlação de Pearson (p≤0,05), entre as PE e a FC absoluta e relativa, e pela VN absoluta e relativa (%VC). Os resultados encontrados apresentaram uma correlação moderada e significativa (p<0,05) entre PE com a FC (r= 0,712), com %FC máxima (0,758), com a VN (0,615) e com o %VC (0,659), indicando um aumento linear destas variáveis conforme o aumento da PE. Concluímos que a PE apresenta boas correlações com FC e VC e pode ser uma ferramenta útil, de baixo custo e acessível para prescrever a intensidade de treinamento em atletas amadores de natação.

Published

2022-03-15