Roboterapia-paro em pessoas idosas com demência

Robotherapy-paro in older people with dementia

Authors

  • Rita Sofia da Silva Gomes
  • Rosa Carla Gomes da Silva
  • Paulo Santos-Costa
  • Isabel Maria de Assunção Gil
  • João Amado

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv3n1-015

Keywords:

demência, intervenções não farmacológicas, perturbação neurocognitiva, sintomas neuropsiquiátricos, roboterapia. /, dementia, neurocognitive disorder, non-pharmacological intervention, neuropsychiatric symptoms, robotherapy

Abstract

Mais de cinquenta por cento pessoas idosas com demência institucionalizadas em estruturas residenciais apresentam sintomas neuropsiquiátricos (SNP). Estes sintomas conduzem, frequentemente, ao uso de intervenções farmacológicas. A Roboterapia-PARO, como terapia não farmacológica, nomeadamente coadjuvante, pode ser uma alternativa promissora no controlo dos SNP. Objetivo: explorar as manifestações apresentadas pelas pessoas idosas com demência quando sujeitas a Roboterapia-PARO. Metodologia: Estudo quase experimental de grupo único (n = 10), realizado numa estrutura residencial para pessoas idosas do norte de Portugal. A intervenção Roboterapia-PARO foi realizada em sessões individuais, duas vezes por semana, durante oito semanas. A avaliação dos indicadores de interesse foi conduzida antes, durante e após a intervenção. Resultados: Foram encontradas melhorias significativas na redução dos SNP (p=0,046), mais especificamente, nos níveis de agitação. Os participantes também apresentaram melhorias em outros indicadores de interesse, como comunicação verbal e interação social. Conclusão: Os resultados sugerem que a Roboterapia-PARO pode ser uma intervenção efetiva no controlo de SNP e na promoção da comunicação e interação social.

 

Neuropsychiatric symptoms (NPS) are commonly associated with aging and affect at least half of older adults with dementia residing in nursing homes. These symptoms often lead to an increase in the use of pharmacological drugs. Robotherapy-PARO can be a promising alternative in controlling NPS. Objective this study aimed to explore the manifestations presented by older adults with dementia when submitted to Robotherapy-PARO. Methodology: A single-group (n = 10) quasi-experimental study was conducted at a nursing home in northern Portugal. The Robotherapy-PARO intervention was performed in individual sessions, twice a week, for eight weeks. Outcome assessment was performed before, during, and after the intervention. Results: Significant improvements were found in the reduction of NPS (p = 0.046), more specifically, in older adults’ agitation levels. Participants also displayed significant improvements in other domains such as verbal communication and social interaction. Conclusion: Our findings suggest that Robotherapy-PARO can control NPS.

Published

2022-01-17