Time variation of atmospheric pollutants in first weeks of COVID-19 lockdown in the Metropolitan Region of Rio de Janeiro

Variação temporal dos poluentes atmosféricos nas primeiras semanas de encerramento da COVID-19 na Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Authors

  • Karmel Beringui
  • Elizanne P. S. Justo
  • Ana Carolina L. Bellot de Almeida
  • Luciana M. Baptista Ventura
  • Michelle Branco Ramos
  • Ruan G. de Souza Gomes
  • Pedro H. R. Valle
  • Adriana Gioda

DOI:

https://doi.org/10.54021/seesv3n1-009

Keywords:

quarentena, qualidade do ar, critérios poluentes, ozônio, coronavírus /, quarantine, air quality, criteria pollutants, ozone, coronavirus

Abstract

This study aims to assess the COVID-19 partial lockdown influence on air quality in the Metropolitan Region Rio de Janeiro (MRRJ). Criteria pollutants (CO, SO2, O3, and NO2) sampled at four sites under vehicular and industrial influences were investigated, between March 1st to April 12th, 2019 and 2020. Results showed that the partial lockdown affected pollutant levels through emission sources reduction. High decreased concentrations were observed for SO2, NO2, and CO; while an increase in the ozone concentration was recorded. Pollutant time variation evaluations helped to understand the trend and sources in the different periods.

 

Este estudo tem como objetivo avaliar a influência do lockdown parcial da COVID-19 na qualidade do ar na Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ). Poluentes de critérios (CO, SO2, O3 e NO2) amostrados em quatro locais sob influências veiculares e industriais foram investigados, entre 1º de março e 12 de abril de 2019 e 2020. Os resultados mostraram que o bloqueio parcial afetou os níveis de poluentes por meio da redução das fontes de emissão. Reduções nas concentrações de SO2, NO2 e CO foram registradas; enquanto um aumento na concentração de ozônio foi observado. As avaliações da variação temporal dos poluentes ajudaram a entender a tendência e as fontes nos diferentes períodos.

Published

2022-01-18